Vídeos

Loading...

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Amor mau?


A um certo tempo eu tenho assistido a um seriado de tv norte americano.
Não sei se vocês já ouviram falar de Gossip Girl  ( A GAROTA DO BLOG).
Pode até parecer besteira o que eu estou postando ou apenas um texto idiota sobre coisas de menina ...
Mas o que mais me chamou a atenção neste seriado é o AMOR E O ÓDIO, alguns poétas da época Romantica diria que esse jogo de sentimentos é algo BELO e ENCANTADOR ao mesmo tempo que FEIO E PERVERSO.
E foi exatamente isto que me chamou a atenção.
O fato de viverem em um alto escalão da sociedade, por serem atores e atrizes extremamente belos, por maior parte do tempo nós como meros mortais sonharem com " metade de todo glamour e riquesa com que eles passam''... não; o que me interessou foi o jogo que o autor faz com os sentimentos... com alegria e tristeza, com decepções e perdões, com mágoas e amadurecimento... No decorrer da trama os personagens que me fascinaram foram o Chuck ( ED WESTWICK)e Blair ( LEIGHTON MEESTER), não por fazerem parte de um enredo em que é o famoso "casalsinho perfeito", justamente o contrario, por mostrarem pela primeira vez que amor não é so um jogo de sentimentos múltiplos em que desperta só o melhor de nós... e sim existe um tipo de amor em que desperta a nossa pior parte o nosso verdadeiro eu.
O amor deles é feito em cima de principalmente ORGULHO e isso me fez perguntar se eu não já vivi um amor assim ou vocês também... me fez ter dúvidas se realmente pode existir um amor ( puro) como nós vemos nos livros ou nas telas de tv, ou se é mero " conto de fadas " e o verdadeiro amor é como o deles...
O principal fato é que a historia ainda não terminou, muitas coisas aconteceram e eu estou completamente ansiosa pra saber no que vai dar ( entre os dois)...
Mas só sei que ao analizar este tipo de relação, é muito eu querer mesmo com todos os percalços,  ter alguém pra mim como o Chuck é para a Blair?
Não sei se o que falo faz sentido pra você que não assistiu este seriado e desde já eu indico a vocês...
Mas se eu tenho uma cconcepção de " amor errado" pelo menos eu sei que este autor o definiu com clareza pra mim e eu fico feliz em saber que não sou a única que pensa que o amor não é apenas bom... mas também mau! 

By: Jessy Yishay